Terminal Intermodal de Niterói

Niterói / Brazil / 2015

0
0 Love 1,716 Visits Published

O plano urbano para o terminal de Niterói prevê dois terminais rodoviários, um prédio para a estação das barcas, três praças, dois pontos do VLT, dois bicicletários e uma ciclovia por toda sua extensão. O projeto é composto por 5 componentes da sua parte conceitual e o mesmo número da sua parte estrutural.


O conceito foi dividido em paisagismo, urbanismo, arquitetura atemporal, contemporânea e a integração destes elementos inspirada pelo "carioquismo".


Foi proposta a criação de um outro terminal, assim como foi estudado pelo arquiteto Jiame Lerner. O terminal sul tem como objetivo abrigar todos os ônibus com destino à Região Oceânica. Acima do terminal foi construída uma praça contemplativa onde foi posicionada a estátua de Araribóia, pequenos telhados shed que funcionam como captadores de luz e climatizadores e acessos únicos para cada baia do terminal.


Com fortes referências ao arquiteto Oscar Niemeyer, o desenho orgânico tem como objetivo integrar-se ao terreno do modo menos impactante possível, fazendo com que pedestres e ciclistas não sintam o impacto sonoro e visual causado por um terminal tradicional. Além disso, visa-se proporcionar uma travessia agradável tanto pela praça com paisagismo orgânico e uma vista privilegiada do Rio de Janeiro quanto pelo píer que se estende pela Baía de Guanabara.


Após atravessar o terminal sul, encontram-se a estação das barcas, uma construção de três andares inspirada no mar, com fortes referências aos projetos do arquiteto Santiago Calatrava e da Ópera House, em Sidney, Austrália.


O projeto prevê a área de espera e lojas de pequeno porte no primeiro andar, de grande porte no segundo e um bistrô no último. Foi projetada uma escada helicoidal inspirada na encontrada no Palácio Itamaraty com um elevador ao centro, com acesso a todos os pavimentos.


Logo após a estação das barcas, encontra-se o atualmente existente Terminal Rodoviário João Goulart. Sua importância histórica fez com que se optasse pela sua continuidade no projeto, alterando apenas sua parte interna.


As lojas localizadas em seu interior foram retiradas das extremidades e colocadas ao centro de todo o perímetro das seis baias existentes, duas das quais foram utilizadas para a criação de uma nova praça e de um ponto de BRT. Também foi projetado um telhado orgânico e verde para todas as baias.


Para que houvesse um impacto visual e sonoro quase imperceptível, foram propostas duas praças ao lado do Terminal Rodoviário João Goulart.


Cada praça tem um objetivo diferente, sendo uma de transição com caráter funcional, onde foi proposto um ponto para a estação do VLT, e outra contemplativa, com a implantação de um bicicletário e um estacionamento subterrâneo.


Todas as plantas são de origem brasileira e foram incorporada ao projeto de forma que cada uma se destaque de maneira igual.


Após toda a estruturação do plano urbano, foi feito um pequeno aperfeiçoamento baseado nos detalhes dos projetos do arquiteto Chicô Gouvêa.


Calçadas de pedra portuguesa, píeres sinuosos, bancos e árvores foram colocados em lugares estratégicos para que se consiga esquecer do caos do dia a dia e que se só tenha olhos para o Cristo, de braços abertos para todo o Rio.

0 users love this project
Comments
    comment
    Enlarge image

    O plano urbano para o terminal de Niterói prevê dois terminais rodoviários, um prédio para a estação das barcas, três praças, dois pontos do VLT, dois bicicletários e uma ciclovia por toda sua extensão. O projeto é composto por 5 componentes da sua parte conceitual e o mesmo número da sua parte estrutural. O conceito foi dividido em paisagismo, urbanismo, arquitetura atemporal, contemporânea e a...

    Project details
    • Year 2015
    • Status Completed works
    • Type Parks, Public Gardens / Public Squares / Urban Furniture
    Archilovers On Instagram